Google+ Badge

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

O LADO BOM DA VIDA

O Lado Bom da Vida - 2012 - Drama (classificação 12 anos)

CINE - EUA. A cinegrafia do diretor David O. Russel não é grande. Antes de "O Vencedor" ainda não havia emplacado um grande filme. Está certo que "Três Reis" é um longa divertido e que deu a oportunidade de dirigir astros em ascensão, como George Clooney e Mark Walhberg, mas foi a partir de seu filme que teve como estrelas os já consagrados Christian Bale, que ganhou um Oscar por sua atuação, e novamente Mark Walhberg, que  veio a consagração do diretor. 

Neste ótimo "O Lado Bom da Vida", indicado a 8 Oscars, inclusive melhor filme, melhor diretor e melhor roteiro adaptado, Russel voltou a priorizar a história, repleto de diálogos interessantes e personagens profundos e complexos, mesma fórmula do filme anterior.  

Essa estrutura privilegia os bons atores, deixando-os um pouco mais livres para improvisos. Não é à toa que dentre as indicações, 4 são para atuações (Os atores principais e os "coadjuvantes" Robert De Niro e Jacki Weaver, que fazem  os personagens Sr. Pat e Dolores, pais de Pat). Bradley Cooper e Jennifer Lawrence construíram muito bem os seus personagens e demonstraram uma excelente química, sendo brindados com as indicações, assim como Robert de Niro, que demonstrou estar em plena forma com uma atuação impecável. 

O filme se centraliza em Pat (Bradley Cooper), que, em razão de um trauma vivenciado com sua esposa se torna uma pessoa agressiva. Por isso passa um bom tempo numa clínica psquiátrica. Quando recebe alta tem que voltar a lidar com antigos fantasmas e tenta reconquistar o amor de sua esposa. Nesse caminho conhece Tiffany (Jennifer Lawrence), que também teve que lidar com um acontecimento trágico ao mesmo tempo que deseja realizar um grande sonho.

As complexidades de caráter de ambos são claras e as suas dificuldades os levaram a serem quem são. Isso é mostrado de forma maravilhosa pelos atores que demonstram a carga de cada personagem sem cair para o caricaturismo. Por isso, naturalmente, as situações acontecem, sejam cômicas ou dramáticas, dando um equilíbrio de sensações para quem assiste à película.

No final, "O Lado Bom da Vida" é um divertido filme dramático, com personagens bem construídos e diálogos interessantes. Se você curte degustar boas atuações com situações divertidas e dramáticas, esse filme é uma pedida certa.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário